Ventosaterapia (Ba Guan Fa)

Aplicada sobre a pele, produz uma pressão negativa que tem por objetivo drenar o sangue e, em alguns casos, o calor e a umidade patogênicos. Existem vários tipos de ventosas: de bambu (leve, econômica, de pouca durabilidade, há dificuldade na sua desinfecção ou assepsia), de argila (grande força de sucção, pesada, fácil de se quebrar, há dificuldade na sua assepsia), de vidro (mais adequada, mas fácil de se quebrar), de plástico (não muito durável), de ferro e bronze (pesadas, duráveis, mas não muito utilizadas). Atualmente, as ventosas mais utilizadas são as transparentes de vidro e plástico, pois permitem ao terapeuta observar a formação de equimose (mancha escura ou azulada, roxo, devido à infiltração difusa de sangue no tecido subcutâneo) e eventuais bolhas. Não se devem aplicar ventosas (Ba Guan Fa) na face, áreas próximas dos olhos, em regiões do corpo com pouca massa muscular. Algumas funções e indicações terapêuticas: na síndrome Bi ou exterior (causada pelos fatores patogênicos exógenos, que se alojam na pele e no tecido celular subcutâneo), reumatismo, torções, dores abdominais e do estômago, dispepsia, cefaléia, resfriado, gripe, tosse, asma, dismenorréia (menstruação penosa e dolorosa), hipertensão, dor e edema nos olhos (afecções oftálmicas), paralisia facial, picadas de serpentes venenosas, furúnculo, carbúnculo, erisipela, etc.